• Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
A estranha "adoção" do Acordo Ortográfico no texto oficial do Orçamento do Estado PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

"Um Estado que não sabe escrever não pode impor uma ortografia aos seus cidadãos" (*)

O Orçamento do Estado para 2012 foi escrito ao abrigo de um "acordo ortográfico" desconhecido até agora. Com efeito, diz logo na segunda página que se trata de um "Texto escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico", mas não especifica se é o de 1990 ou se é outro ainda por infligir, pois aquilo que nos apresenta é uma inédita e curiosa mistura de "regras" ortográficas.
Desacordo OrtográficoAssim, por exemplo, aparecem na mesma página vocábulos como "ópticas" e "ótica" (pág.53), "efectiva" e "efetiva" (pág.69) ou "protecção" e "proteção" (pág.189). Mas há mais, muito mais! Basta ler...

Não obstante, o Orçamento do Estado para 2012 diz que "A adoção [sic] do Acordo Ortográfico, constituirá uma oportunidade para colocar a Língua Portuguesa no centro da agenda política, tanto interna como externamente". Quem redigiu isto, referia-se certamente ao chamado “Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990”, por meio do qual este Estado republicano se arroga o direito de alterar desnecessariamente a ortografia, impondo até mesmo ao Governo um prazo para aplicação das "regras" do dito acordo. Pena é que o próprio Estado não saiba escrever nem saiba quais são as regras ortográficas que deve adoptar...

(*) Sobre este assunto recomendamos vivamente a leitura de um brilhante artigo de Francisco Miguel Valada, publicado no Facebook.

 

Actualidades

No país da "Liberdade, Igualdade, Fraternidade", os muçulmanos são tratados como "elite" especial, com mais liberdade, superioridade e privilégios...

Na França, os muçulmanos estão acima da lei e ainda beneficiam da cobertura das autoridades para transgredi-la impunemente, em nome dessa «tolerância» que persegue implacavelmente os Valores da Civilização Europeia. Veja aqui a reportagem.

 

"Alá não ama os infiéis" (Corão, Sura 3:32)

10 ensinamentos do Corão para ajudar a entender o Islamismo, o chamado "Estado Islâmico" e os muçulmanos "moderados" (o Corão também é para estes...). Leia aqui.

 

Nem o Sínodo dos Bispos, nem qualquer outra instância eclesiástica tem autoridade para mudar a Doutrina da Igreja.

"A Igreja não foi a autora dessa lei [da Lei Moral, tanto da Natural como da Evangélica] e não pode portanto ser árbitra da mesma, mas somente depositária e intérprete, sem nunca poder declarar lícito aquilo que não é, pela sua íntima e imutável oposição ao verdadeiro bem comum do homem" (Paulo VI, Humanae Vitae, 25 de Julho de 1968, nº 18).

Continuar...
 

Sugestões de Leitura

porno izle porno izle dizi izle video izle video izle saglikli yasam holiday resort porno izle porno izle porno izle porno izle webmaster forumu ara beni