• Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
A estranha "adoção" do Acordo Ortográfico no texto oficial do Orçamento do Estado PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

"Um Estado que não sabe escrever não pode impor uma ortografia aos seus cidadãos" (*)

O Orçamento do Estado para 2012 foi escrito ao abrigo de um "acordo ortográfico" desconhecido até agora. Com efeito, diz logo na segunda página que se trata de um "Texto escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico", mas não especifica se é o de 1990 ou se é outro ainda por infligir, pois aquilo que nos apresenta é uma inédita e curiosa mistura de "regras" ortográficas.
Desacordo OrtográficoAssim, por exemplo, aparecem na mesma página vocábulos como "ópticas" e "ótica" (pág.53), "efectiva" e "efetiva" (pág.69) ou "protecção" e "proteção" (pág.189). Mas há mais, muito mais! Basta ler...

Não obstante, o Orçamento do Estado para 2012 diz que "A adoção [sic] do Acordo Ortográfico, constituirá uma oportunidade para colocar a Língua Portuguesa no centro da agenda política, tanto interna como externamente". Quem redigiu isto, referia-se certamente ao chamado “Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990”, por meio do qual este Estado republicano se arroga o direito de alterar desnecessariamente a ortografia, impondo até mesmo ao Governo um prazo para aplicação das "regras" do dito acordo. Pena é que o próprio Estado não saiba escrever nem saiba quais são as regras ortográficas que deve adoptar...

(*) Sobre este assunto recomendamos vivamente a leitura de um brilhante artigo de Francisco Miguel Valada, publicado no Facebook.

 

Actualidades

Ao celebrar os seus 40 anos, a Revolução do 25 de Abril de 1974 em quase nada alterou as metas que dizia ter para a sociedade portuguesa e entre as quais estava a construção de uma "democracia pluralista".

Pelo contrário, o Socialismo tem prevalecido como marca ideológica imposta pela Esquerda, empurrando Portugal para as vias do autoritarismo, desacreditanto seriamente o regime e inviabilizando uma alternativa de governo pela sistemática diabolização da Direita.
Leia mais aqui para ver como o 25 de Abril lançou Portugal nas vias do autoritarismo de uma “democracia popular” alinhada com os desígnios do comunismo internacional.

 

A Rádio Vaticano juntou-se às comemorações dos 30 anos do movimento comunista MST

No Brasil, movimentos comunistas como os "Sem-Terra" (MST) e "Via Campesina" têm um ódio especial às fazendas e às empresas que mais se destacam pelo seu progresso e pela contribuição que dão ao desenvolvimento económico do país.
"É necessário criar dificuldades às classes trabalhadoras para que elas se revoltem", dizia Lenin.

Continuar...
 

Lobby gay: Um grupo ultraminoritário de fanáticos que impõe arrogantemente a sua perversão

O que se está a passar em Portugal com o debate sobre a coadopção revela a anomalia cívica da nossa sociedade e, sobretudo, a degradação a que chegou o nosso regime democrático", comentou o Dr. Marinho Pinto.
"Um sector ultraminoritário da sociedade, que age como uma seita, impõe arrogantemente as suas certezas e insulta e escarnece dos que exprimem opiniões diferentes.

Continuar...
 

Sugestões de Leitura

porno izle porno izle dizi izle video izle video izle saglikli yasam holiday resort porno izle porno izle porno izle porno izle webmaster forumu ara beni