• Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
  • Arautos d'el Rei
A estranha "adoção" do Acordo Ortográfico no texto oficial do Orçamento do Estado PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

"Um Estado que não sabe escrever não pode impor uma ortografia aos seus cidadãos" (*)

O Orçamento do Estado para 2012 foi escrito ao abrigo de um "acordo ortográfico" desconhecido até agora. Com efeito, diz logo na segunda página que se trata de um "Texto escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico", mas não especifica se é o de 1990 ou se é outro ainda por infligir, pois aquilo que nos apresenta é uma inédita e curiosa mistura de "regras" ortográficas.
Desacordo OrtográficoAssim, por exemplo, aparecem na mesma página vocábulos como "ópticas" e "ótica" (pág.53), "efectiva" e "efetiva" (pág.69) ou "protecção" e "proteção" (pág.189). Mas há mais, muito mais! Basta ler...

Não obstante, o Orçamento do Estado para 2012 diz que "A adoção [sic] do Acordo Ortográfico, constituirá uma oportunidade para colocar a Língua Portuguesa no centro da agenda política, tanto interna como externamente". Quem redigiu isto, referia-se certamente ao chamado “Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990”, por meio do qual este Estado republicano se arroga o direito de alterar desnecessariamente a ortografia, impondo até mesmo ao Governo um prazo para aplicação das "regras" do dito acordo. Pena é que o próprio Estado não saiba escrever nem saiba quais são as regras ortográficas que deve adoptar...

(*) Sobre este assunto recomendamos vivamente a leitura de um brilhante artigo de Francisco Miguel Valada, publicado no Facebook.

 

Actualidades

O Real Madrid é obrigado a usar a coroa sem a cruz no seu emblema

Condicionado por graves problemas financeiros, o Real Madrid foi pedir apoio ao Banco Nacional de Abu Dabi. Obteve-o, mas em troca teve que "vender a alma" ao Islão, ou seja, foi obrigado a usar a coroa sem a cruz no seu emblema que aparece agora nos novos cartões bancários.

Continuar...
 

Na Europa, os muçulmanos fazem sordidamente o que lhes apetece...

"Nos intervalos entre os estupros, que por vezes duravam dias, os homens de Oxford mantinham as meninas sob vigilância de modo que não pudessem escapar. Além de serem estupradas em diversos locais de Oxford, algumas delas eram levadas a outras cidades e bairros como Londres e Bournemouth com o mesmo propósito". Leia mais aqui.

 

Fronteira turca deixa passar jihadistas para a Síria

Ancara tem sido criticada pela relativa facilidade com que os terroristas e os aspirantes a combatentes são capazes de transpor a fronteira da Turquia com a Síria. Como são cerca de 40 milhões os turistas que visitam anualmente a Turquia, a segurança das fronteiras não é uma tarefa fácil neste país, mas as forças de segurança poderiam estar a fazer muito mais.

Continuar...
 

Sugestões de Leitura

porno izle porno izle dizi izle video izle video izle saglikli yasam holiday resort porno izle porno izle porno izle porno izle webmaster forumu ara beni